0

Uma pontuação simples prediz a cura do diabetes relacionada a cirurgia bariátrica

11/05/2016 20:53 - Equipe Área do Médico

Uma nova ferramenta, baseada em quatro medidas clínicas simples, chamada de pontuação DiaRem, pode ajudar a identificar quais pacientes obesos com diabetes tipo 2 que realizaram cirurgia bariátrica têm maior chance de serem “curados” de seu diabetes.

Esses achados, por G. Craig Wood, do Obesity Institute, Geisinger Health System, em Danville, Pennsylvania, e seus colegas, foram publicados online em 20 de abril em uma carta de pesquisa noJAMA Surgery.

Especificamente, os pesquisadores avaliaram o poder preditivo da pontuação DiaRem – que é baseada na idade, HbA1c, uso de insulina, e uso de outros agentes hipoglicemiantes – em 407 pacientes obesos que realizaram cirurgia de by-pass gástrico em Y-de-Roux.

Depois de submetidos ao procedimento, metade dos pacientes com as melhores pontuações no DiaRem (0 a 2) foram curados do diabetes – sendo a cura definida como HbA1c  <5,7% (remissão completa) por no mínimo cinco anos, sem uso de agentes hipoglicemiantes no último ano. Nenhum dos 33 pacientes com as piores notas (18 a 22) foram curados.

“A cirurgia bariátrica é atualmente o tratamento mais efetivo para reversão da resistência insulínica em pacientes obesos com diabetes tipo 2, e agora uma ferramenta simples baseada em informações encontradas no prontuário médico pode fornecer informações sobre quais pacientes poderão ser curados de seu diabetes após a cirurgia”, disse a autora sênior Annemarie G. Hirsch, também do Geisinger Health System, ao Medscape em um e-mail.

A pontuação DiaRem se correlaciona inversamente com a cura do diabetes

Como previamente relatado, o grupo desenvolveu a ferramenta DiaRem para predizer a remissão do diabetes na cirurgia bariátrica ao reduzir as variáveis potenciais de  259  a quatro, que eles verificaram em três coortes, como publicado em 2013.

A ferramenta foi “desenhada para ser facilmente implementada, usando um cálculo simples baseado em quatro elementos prontamente disponíveis aos médicos que tratam pacientes com diabetes”, explicou Annemarie.

No estudo atual, os pesquisadores analisaram até oito anos de seguimento de dados de pacientes que realizaram a cirurgia de by-pass gástrico no centro do estudo entre 2001 e 2010, para observar se a ferramenta poderia predizer a cura do diabetes.

Os pacientes tinham idade média de 51 anos; 75% eram mulheres, e, em média, foram seguidos por 7,1 anos. Eles tinham uma HbA1c pré-operatória de 7,4% e um índice de massa corporal (IMC) de 48,5.

Cerca de três quartos dos pacientes (77%) estavam recebendo metformina e mais de um terço (37%) estavam usando insulina; outros utilizavam uma sulfonilureia (31%) ou um agente sensibilizante de insulina que não a metformina (31%).

Os pacientes tiveram pontuações DiaRem muito diversas: 0 a 2 (25% dos pacientes); 3 a 7 (31%); 8 a 12 (11%); 13 a 17 (26%); e 18 a 22 (8%).

Um total de 35% dos pacientes experimentou um ano ou mais de remissão completa do diabetes (HbA1c <5,7%); um quarto teve remissão parcial do diabetes por pelo menos um ano (HbA1c <6,5%); e um quarto teve remissão parcial prolongada do diabetes por pelo menos 5 anos.

Um em cada cinco pacientes não apresentava mais diabetes.

A proporção de pacientes que alcançou remissão ou cura do diabetes diminuiu na medida em que a pontuação DiaRem aumentou.

Um total de 82% dos pacientes com uma pontuação DiaRem de 0 a 2, mas nenhum daqueles com pontuação de 18 a 22, conseguiu uma remissão parcial prolongada do diabetes.

Os médicos já têm as informações para calcular a DiaRem 

O Sr. Wood e seus colegas disseram ainda que os médicos já têm dados suficientes nos prontuários eletrônicos que os ajudarão a tomar decisões de tratamento mais individualizadas.

O estudo atual mostrou como um cálculo simples baseado apenas na idade, use de medicações hipoglicemiantes, e níveis de HbA1c pode ajudar a predizer quais pacientes provavelmente serão curados do diabetes após a cirurgia bariátrica, e isso pode ser usado para ajudar a guiar decisões quanto ao tratamento, reiterou Annemarie.

Como calcular a pontuação DiaRem

Fator

Valor (pontos)

Idade (anos)

<40

0

40–49

1

50–59

2

>60

3

HbA1c (%)

<6,5

0

6,5–6,9

2

7,0–8,9

4

>9,0

6

Uso de medicamentos hipoglicemiantes que não a insulina

Metformina

0

Outro hipoglicemiante

3

Uso de insulina

10

A pontuação varia de 0 (melhor) a 22 (pior).

Esse trabalho recebeu apoio da Geisinger Clinic. Os autores não declararam relações financeiras relevantes.

JAMA Surg. Publicado online em 20 de abril de 2016. Artigo (Portal Medscape)

Leia também: Emergências oncológicas: hipercalcemia

Emergências oncológicas: Derrame Pericárdico Neoplásico e Tamponeamento Cardíaco

Você pode se interessar pelo seguinte conteúdo:

Curso de Emergências Cardiológicas

White icon 9a69e8f4e14534923dfbeae056bdb8e0921fc2fd3aeeed8bef94503484eb74c3

Equipe Área do Médico

Comentários